QUINTA DA BOAVISTA

Penalva é certamente uma das primeiras zonas do Dão onde a casta Jaen terá surgido, senão mesmo a primeira, uma vez que a Ordem de Santiago possuiu durante séculos  propriedades em Penalva do Castelo, sobretudo em Mareco, limite nascente da Quinta da Boavista, onde ainda é possível encontrar as ruínas da antiga Casa da Fazenda da Ordem de  Santiago com uma gravação bem visível na pedra da ombreira da porta com a Cruz de Santiago, Cruz cruzada por dois cajados de peregrino.

Terão sido os frades da Ordem de Santiago a disseminaram o Jaen até estas terras, desde o Bierzo de onde é originária e designada por Tinta Mencia. Com o objectivo de preservar o legado deixado pelos frades da Ordem de  Santiago, os actuais proprietários da Quinta da Boavista têm mantido elevados parâmetros de qualidade na produção do vinho e em todas as outras actividades da quinta.